Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008

Entre indagações e reflexões.

Romancista, poetisa e cronista. Com esses três substantivos (ou adjetivos) podemos definir (ou qualificar) a escritora gaúcha Martha Medeiros.
Com duas colunas semanais - uma no jornal Zero Hora, de Porto Alegre e outra no jornal O Globo, do Rio de Janeiro - a escritora se destacou no cenário literário brasileiro.
Formada em Publicidade e Propaganda, decidiu começar a escrever durante uma estada em Santiago, no Chile. Começou escrevendo poesias e, quando retornou ao Brasil, passou a publicar crônicas em jornais. Daí sua carreira literária deslanchou.
A biografia da autora ( Strip-Tease/ 1985 ; Seguiram-se Meia noite e um quarto /1987;Persona non grata /1991; De cara lavada /1995; Poesia Reunida/ 1998; Geração Bivolt /1995; Topless/1997; Santiago do Chile /1996; Trem-Bala /1999; Cartas Extraviadas e Outros Poemas /2001; Non-stop /2001 ; Divã /2002 ; Montanha russa/ 2003 ; Esqusita como eu - Infantil /2004; Tudo que eu queria te dizer/ 2007) é bastante extensa e diversificada.
E…