Pular para o conteúdo principal

Nada ficou no lugar.


A cantora Adriana Calcanhoto é muito mais que uma excelente intérprete. Uma das maiores expoentes do cenário musical brasileiro contemporâneo é, além de uma das vozes mais apreciadas da MPB, uma ótima compositora.
Seu repertório musical está entre os mais executados por cantores de barzinhos e churrascarias pelo Brasil afora. Quem nunca foi a um restaurante com cover artístico e ouviu algumas de suas canções? Composição à la Calcanhoto é assim: aquele tipo de letra que fala às mais diversas situações da vida sentimental e amorosa de qualquer ser humano, mas com um gosto e requinte poético que em nada lembram a pieguice ou as rimas fáceis da maioria das canções de amor.
Refinamento artístico é uma das características das composições de Adriana, pois ela recria em palavras momentos tão corriqueiros e ao mesmo tempo complexos com a simplicidade e profundidade que refletem bem o paradoxo desse sentimento chamado amor.
E ela é um bom exemplo de mulher que escreve. Além de compor, Adriana também escreveu um livro recentemente: Saga lusa - o relato de uma viagem, de 2008. Neste, ela conta suas peripécias da viagem que fez a Portugal pela turnê do seu último cd, Maré.
Vem, vambora correndo pra mais essa leitura!

Comentários

Beta disse…
Meniiiiiina, vc andou tão sumida do teu blog que eu pensei que tinha desistido dele.

Que bom que vc voltou a escrever... faça isso mais vezes, viu?

Adriana é tudo! Jeito, voz, criatividade, arte, talento. Sou fã.

Valeu a dica do livro, com certeza vou querer ler...

Beijão, e não suma outra vez, ok? ai ai ai... :-p
Ana Rodrigues disse…
Oi Raela! Que bom ver um novo post seu! Também gosto muito da Adriana Calcanhoto e estou muito curiosa a respeito desse livro que ela lançou. Obrigada pela visita ao Idéias e Livros. Bjs.
Raela Migliesi disse…
Galera, às vezes eu vou dar uma sumidinha básica, mas não desistam do meu blog. É que ando muuuuuiiiito atarefada no momento, mas é passageiro.
Um grande beijo aos meus fiéis seguidores e aos visitantes.
Sejam sempre bem-vindos!
Eu acho uma das melhores cantoras de mpb do país, vejo coisas como Bruna caran e Isabella Taviani não chegando ao pés desta ilustre cantora. Vou pesquisar sobre esse livro e perdi o show dela aki em sampa. Triste!

http://www.proibidoler.com/ - " Uma embriaguez de sucesso"
Bella disse…
Calcanhoto é mesmo uma mestra naquilo que faz. Adoro suas letras.
E agora passei a gostar das suas também.
Parabéns pelo blog e vamos correr pra atualizar, né? Mulheres que escrevem é o que não falta por ai ;)

Beijo
Ana Rodrigues disse…
Oi Raela! Dizem que o show da Adriana Calcanhoto no Viradão Carioca foi o máximo! Ainda não consegui comprar o livro dela... Olha, tem duas dicas novas de livro lá no blog. Quando tiver um tempinho dá uma passada lá para checar! Beijos!
Leosoul disse…
Olá querida...
quer bom ter vc em nosso mundo...
Como sempre, nos agraciando com palavras indeléveis.
beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Mosé, a musa da vida

Filósofa, psicóloga e psicanalista por formação; escritora, professora, poeta ( ou poetisa) por extensão da brilhante carreira de pesquisadora da vida. Essa é Viviane Mosé, uma capixaba mil e uma utilidades quando o assunto é a existência.
Pensar o ser humano rendeu-lhe muito sucesso, uma vez que Viviane popularizou as questões filosóficas seja apresentando um quadro no Fantástico (Ser ou não Ser), ou dando aulas para atores, ou ainda, fazendo palestras em empresas e em instituições, além de ter escrito vários livros sobre esta ampla temática que é a Filosofia.
Sua biografia abarca, também, poesia. Mosé fez parte da turma do Chacal, no CEP 20.000, um sarau de sucesso que acontece no Rio de Janeiro, no Espaço Cultural Sérgio Porto. Antes e depois desta experiência, nasceram Toda Palavra (2008), Pensamento chão (2007), Desato, (2006), Receita para Lavar Palavra Suja (2004), Escritos (1990), Imagem Escrita (1999), 7 + 1, Francisco Alves (1997).
Já na filosofia e na psicanálise, seus e…

A arte de reescrever

Uma escritora livre. Assim se define Lya Luft, uma das mais influentes romancistas brasileiras,autora de vários best-sellers nacionais.
Formada em Letras, a gaúcha começou sua vida profissional como tradutora, ofício que ela diz amar realizar. Prestando um grande serviço à cultura literária brasileira, suas traduções, de ótima qualidade, contabilizam mais de cem obras atualmente.
Porém, foi como escritora que essa artesã da palavra ganhou maior notoriedade. Seus livros estão entre os mais vendidos do Brasil. E muitos foram traduzidos para mais de 15 países.
Começou sua carreira literária escrevendo poesias, depois foi para os contos, até que, após um processo de autodescoberta, resultante de um acidente quase fatal,resolveu enveredar pelos caminhos da ficção romanesca. Sua bibliografia é extensa: Canções de limiar, 1964;Flauta doce, 1972;Matéria do cotidiano, 1978;As parceiras, 1980;A asa esquerda do anjo, 1981;Reunião de família, 1982;O quarto fechado, 1984;Mulher no palco, …

Honorável Poetisa

Professora, diretora escolar, redatora, produtora cultural, jornalista-liberal, conferencista, tradutora e, enfim, poetisa (ou poeta, como preferir). Ufa! Todas estas atividades foram realizadas por uma mulher, na primeira metade do século XX. Acrescenta-se a esta lista o ofício de esposa e mãe. É, no mínimo, admirável e invejável tudo o que Cecília Meireles fez numa época em que a maioria das mulheres era criada para ser somente esposa e mãe.
Deixando o olhar biográfico e feminista de lado, Cecília Meireles é o primeiro nome feminino de grande importância para a poesia brasileira. Artista inserida no período modernista brasileiro, sua produção é um marco para a literatura brasileira, posto que foi uma das primeiras mulheres a se destacar pela produção lírica.
Seu trabalho no magistério foi de extrema importância para a sociedade. Fundou a primeira biblioteca infantil do país, lecionou literatura e cultura brasileira em universidades no exterior e fez conferências sobre a l…